Home Curiosidades ST.NIKOLAUS
ST.NIKOLAUS PDF Imprimir E-mail
Escrito por Confeitaria Christina   
Sáb, 12 de Dezembro de 2009 13:28
Índice do Artigo
ST.NIKOLAUS
Nikolaus
Todas Páginas


Quem foi Nikolaus?

Há muito e muito tempo atrás, vivia um jovem de nome Nikolaus.

Perdeu muito cedo pai e mãe, e de herança eles deixaram enorme fortuna em ouro, prata, pedras preciosas, terras e palácios. Também recebeu, cavalos, carneiros e outros animais. Mas mesmo com tantos bens, ele continuava triste e nada conseguia fazê-lo feliz.
Todos os seus serviçais procuravam alguma forma de trazer a sua alegria de volta, porém Nikolaus não queria saber de nada disso.




Certo dia, caminhando pelas suas propriedades, ele se deparou com um imenso jarro de barro. Olhando mais atentamente, encontrou dentro dele vários pergaminhos. Pegou um deles e começou a ler: "Era uma vez um homem rico, que vivia magnificamente e em alegria. Também existia um homem pobre, que estava deitado em frente à porta do rico e somente queria um pedaço de pão que sobrasse de sua mesa, porém, o rico se negava a dar qualquer coisa que fôsse.
Aconteceu que o pobre morreu, ele foi conduzido ao céu pelos anjos celestes. Também o rico morreu, porém a ele não apareceu nenhum anjo para buscá-lo".

Terminado de ler a história, Nikolaus passou a refletir: "Será que não me pareço com o homem rico? Eu tenho belas roupas e vivo com supérfluos. Os mendigos que estão lá fora, eu esqueci completamente. Amanhã vou levantar bem cedo e procurar por eles".

Cedo na manhã do dia seguinte, ele saiu de seu palácio, e, logo cruzando o portal da cidade, achou os mais pobres do local: estavam dentes, maltrapilhos e famintos.

Quando eles o avistaram, logo estenderam as suas mãos em sua direção. Rapidamente ele se desfez da pesada corrente de ouro, tirou o anel precioso do seu dedo e deu à eles.
Despiu-se de suas roupas, de suas sandálias e deu tudo que tinha aos pobres.

Com muita alegria ele caminhou de volta à sua casa, ele tinha redescoberto a sua felicidade.

Nikolaus deixou costurar bolsões em suas roupas. Com muita satisfação, ele vestia seu casacão vermelho. Enchia seus bolsos com nozes, maçãs e mexericas e ia à noite passear.

Novamente ele atravessava o portal da cidade, e ia se encontrar com os mais necessitados. Lá ele distribuía tudo que trazia consigo.

Com 12 anos ele foi levado a estudar muito longe. Recebeu aprendizado dos mestres mais esclarecidos e também recebeu ensinamentos da sagrada escritura.
Onde encontrava dores e sofrimento, lá ele estendia a sua mão em ajuda, tudo isso sem o conhecimento de ninguém.

Um dia ele foi à missa na igreja, e escutou as seguintes palavras que Cristo deixou para o jovem rico: "Você quer seguir comigo, então deixe tudo o que pertence aos mais pobre".
Essas palavras calaram fundo em seu coração.

Ele mandou chamar o seu serviçal, e ordenou que pegasse ouro e bens e distribuísse aos mais necessitados, pois ele queria seguir os ensinamentos de Jesus.

Com o passar dos anos, ele começou a sua peregrinação pelas terras distantes, para trazer a palavra de Deus, e às suas queridas crianças, ele contava histórias da Bíblia.

Certo dia, ele regressou à sua terra natal. Em Myra, tinha acabado de falecer o velho bispo. Quando as pessoas viram Nikolaus, todos se perguntaram quem era aquele que estava chegando. Ele respondeu: "Eu sou Nikolaus, servo de Cristo".

Com o passar do tempo, foi nomeado bispo da cidade, e tinha como principal preocupação trazer a fé e a esperança aos povos em tempo difíceis.

Ele se vestia com o seu precioso casaco, e carregava consigo o seu cajado. Montava o seu fiel burrinho e consigo sacos pesados, cheios de maçãs, nozes, mexericas e bolos de mel.
Ele andava pelas ruas e ia distribuindo suas prendas ao povo.

Ele continuou até avançada idade, e quando a sua hora chegou, somente uma coisa foi-lhe difícil, se separar de suas crianças.

São Nikolaus morreu em 6 de dezembro de 352 d.C. Até hoje o dia de São Nikolaus é comemorado neste dia, onde se presenteiam com doces as crianças que durante o ano se comportaram bem.

É também comemorado como prenúncio das datas natalinas pelo seu significado de amor e caridade.



Última atualização ( Ter, 15 de Novembro de 2011 14:29 )
 

Pesquisa

Qual é seu doce favorito?